Grupo Fotovoltaica/UFSC lança primeiro ônibus elétrico do Brasil

O Centro de Pesquisa e Capacitação em Energia Solar Fotovoltaica da Universidade Federal de Santa Catarina (Grupo Fotovoltaica/UFSC), com o financiamento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e apoio das empresas Marcopolo, Eletra, Mercedes-Benz e Weg, lançaram dia 19 de dezembro, em cerimônia no Sapiens Parque, em Florianópolis, o primeiro ônibus elétrico do Brasil.

O coordenador do projeto e diretor do IDEAL, professor Ricardo Rüther, destacou a ideia de deslocamento produtivo aplicada no desenvolvimento do veículo. “É um conceito inovador que vai melhorar a qualidade de vida das pessoas, pois o tempo que estavam ‘desperdiçando’ no deslocamento, agora podem usar para trabalhar.” O ônibus que não consome combustível, é silencioso, não emite poluentes e ainda é equipado com tomadas, rede Wifi e duas mesas de reunião. Em funcionamento efetivamente a partir de março, o ônibus realizará quatro viagens diárias, gratuitas, de segunda a sexta-feira, entre o Centro de Eventos da UFSC e o Sapiens Parque, na Cachoeira do Bom Jesus, norte da ilha de Florianópolis, onde está localizado o Laboratório.

No ato de lançamento, Rüther explicou que toda a energia para abastecer o ônibus vem da geração solar do Grupo Fotovoltaica. Destacou também a importância das parcerias, lembrando que o Instituto IDEAL é fundamental na divulgação e disseminação dos conhecimentos em energias alternativas, sobretudo em fotovoltaica. O coordenador-geral da Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do MCTIC, Jorge Maio Campagnolo, afirmou que o Ministério está sempre disponível para apoio a bons projetos, como o ônibus elétrico. A diretora financeira executiva da Itaipu Binacional, Margaret Groff, também presente ao lançamento, lembrou da atenção da empresa à logística da mobilidade e reiterou: “somos uma empresa de parceiros”. Na oportunidade, Margaret e o reitor da UFSC, Luiz Carlos Cancellier, também assinaram o termo de cessão de uso à Universidade, por cinco anos, de um veículo elétrico mob-i.

IDEAL e AHK-RJ lançam versão em inglês do Estudo “O Mercado Brasileiro de Geração Distribuída Fotovoltaica – 2016″

A terceira edição do estudo “O Mercado Brasileiro de Geração Distribuída Fotovoltaica –2016 (in English)”, uma iniciativa do Instituto IDEAL e Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha do Rio de Janeiro (AHK-RJ), foi lançado ontem (23/11) durante o evento “Ação Ambiental: Tecnologias Eficientes e Energias Renováveis na Indústria”, na sede da Firjan. Peter Krenz, gerente de projetos do IDEAL/GIZ, apresentou os principais resultados e análises da pesquisa enviada a mais de 1.000 empresas do setor fotovoltaico brasileiro, reunidas no banco de fornecedores, instaladores e projetistas do programa América do Sol. Mais de 200 pessoas, entre empresários alemães, italianos e interessados em geral, assistiram à apresentação que ocorreu às 16h30.

O estudo, pioneiro no país, apresenta o desenvolvimento do mercado e identifica os desafios no processo de conexão à rede de micro e minigeradores fotovoltaicos, no âmbito da RN 482/2012 da ANEEL. Fruto de representações gráficas e análises realizadas a partir de questionário respondido por mais de 300 empresas brasileiras do setor FV, o Estudo em inglês estará disponível para leitura a partir de 1° de dezembro em www.institutoideal.org/biblioteca, onde já se encontra a versão em português.

Os patrocinadores que viabilizaram a realização da edição deste ano são: Engie Solar, Intersolar South America, Renovigi, SICES Brasil, DYA Energia Solar, PHB, EBES, Solar-e e WEG. Se você deseja ser um patrocinador da edição 2017, clique aqui e saiba como.

Lançamento internacional do estudo “O Mercado Brasileiro de Geração Distribuída Fotovoltaica – Edição 2016 (in English)”

O Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina (Instituto IDEAL) e a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha do Rio de Janeiro (AHK-RJ) realizam o lançamento da versão em inglês da terceira edição do Estudo “O Mercado Brasileiro de Geração Distribuída Fotovoltaica” amanhã, 23/11, durante o evento “Ação Ambiental 2016: Tecnologias Eficientes e Energias Renováveis na Indústria”, na sede da Firjan, no Rio de Janeiro. O evento é gratuito, mediante inscrição prévia. Os principais resultados do Estudo serão apresentados por Peter Krenz, gerente de projetos do IDEAL/GIZ, em palestra às 16h30.

Fruto de representações gráficas e análises realizadas a partir de questionário respondido por mais de 300 empresas brasileiras do setor, o estudo pioneiro no Brasil, apresenta o desenvolvimento do mercado e identifica os desafios no processo de conexão à rede de micro e minigeradores fotovoltaicos, no âmbito da RN 482/2012 da ANEEL.

O quê: Lançamento internacional do Estudo “O Mercado Brasileiro de Geração Distribuída Fotovoltaica – Edição 2016 (in English)”
Quando: 23/11/2016, às 16:30
Onde: Firjan, Avenida Graça Aranha, 1
Inscrições: http://www.firjan.com.br/eventos/acao-ambiental-2016-tecnologias-e-praticas-ambientais.htm

O estudo completo em português está disponível em http://institutoideal.org/biblioteca/. Quer ser um patrocinador da edição 2017? Clique aqui e saiba como.

“O Mercado Brasileiro de GDFV – 2016”: lançamento presencial e on line seguem linha inovadora da edição

A terceira edição do Estudo “O Mercado Brasileiro de Geração Distribuída Fotovoltaica – 2016”, uma iniciativa do Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina (IDEAL) e da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha do Rio de Janeiro (AHK-RJ) foi lançado no último dia 25/10, no Centro de Pesquisa e Capacitação em Energia Solar da UFSC, cerimônia que foi simultaneamente transmitida on line em nosso canal do Youtube,  onde você a encontra na íntegra. O estudo completo para leitura também está disponível em www.institutoideal.org/biblioteca.

O coordenador do Grupo Fotovoltaica UFSC, professor Ricardo Rüther, anfitrião do evento, comentou a evolução do estudo e deu as boas-vindas aos presentes. Mauro Passos, presidente do IDEAL, destacou a importância das parcerias para a manutenção do trabalho de disseminação do conhecimento levado a cabo pelo Instituto. O gerente de projetos do IDEAL e GIZ, Peter Krenz, comentou sobre o surgimento do Estudo e a evolução do mesmo, com a parceria estabelecida com a AHK-RJ. Também saudou os convidados, Alcione Belache, diretor da Renovigi, patrocinadora ouro da edição 2016.

O ponto alto foi a apresentação dos principais resultados e conclusões do Estudo pela consultora do programa América do Sol, Taynara Miguelão. Um fato inconteste é a consolidação dos dados apresentados, tendo em conta o aumento no número de respondentes. Já os preços praticados no país por kWp para sistemas fotovoltaicos de até 5 kWp, apresentaram pouca variação nos últimos três anos, no entanto, o número médio de projetos executados pelas empresas instaladoras subiu para três em 2015.

Fruto de análises realizadas a partir de questionário enviado a mais de 1.000 empresas do setor fotovoltaico cadastradas no mapa do programa América do Sol, o estudo, pioneiro no país, tem ainda o importante papel de identificar os desafios a serem aprimorados no processo de conexão à rede de micro e minigeradores fotovoltaicos, no âmbito da Resolução Normativa 482 da ANEEL.

Os patrocinadores que viabilizaram a realização da edição 2016 do Estudo são: Engie Solar, Intersolar South America, Renovigi, SICES Brasil, DYA Energia Solar, PHB, EBES, Solar-e e WEG. Se você deseja ser um patrocinador da edição 2017, clique aqui e saiba como.

Lançamento do Estudo “O Mercado Brasileiro de GDFV – 2016”

A terceira edição do estudo “O Mercado Brasileiro de Geração Distribuída Fotovoltaica –2016”, uma iniciativa do Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina (IDEAL) e Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha do Rio de Janeiro (AHK-RJ), será lançado no dia 25 de outubro, às 10 horas, em Florianópolis e, on line, no canal do IDEAL no Youtube.

Fruto de representações gráficas e análises realizadas a partir de questionário respondido por mais de 300 empresas brasileiras do setor, o estudo pioneiro no país apresenta o desenvolvimento do mercado e identifica os desafios no processo de conexão à rede de micro e minigeradores fotovoltaicos, no âmbito da RN 482/2012 da ANEEL. Para o público internacional, a edição traduzida ao inglês, será lançada em novembro deste ano, no Rio de Janeiro. Acompanhe nossos canais para mais informações.

O estudo completo será publicado em http://institutoideal.org/biblioteca/. Os patrocinadores que viabilizaram a realização da edição deste ano são: Engie Solar, Intersolar South America, Renovigi, SICES Brasil, DYA Energia Solar, PHB, EBES, Solar-e e WEG. Se você deseja ser um patrocinador da edição 2017, clique aqui e saiba como.

O quê: Lançamento presencial e on line do estudo “O Mercado Brasileiro de Geração Distribuída Fotovoltaica – Edição 2016”
Quando: 25/10/2016, às 10 horas
Onde: Centro de Pesquisa e Capacitação em Energia Solar da UFSC e no canal do IDEAL no Youtube

Estabelecimento comercial “Hora do Lanche” recebe Selo Solar

O estabelecimento “Hora do Lanche”, de Santana da Vargem, em Minas Gerais, recebeu o Selo Solar esta semana. O sistema fotovoltaico de 6,63 kWp, instalado sobre o telhado, está em operação desde dezembro de 2015. É o primeiro Selo Solar entregue a um comércio do setor de alimentação.

A “Hora do Lanche” atendeu às novas diretrizes do Selo Solar, divulgadas em julho deste ano. Acesse http://www.selosolar.com.br/regras/ para saber mais. O Selo Solar é uma iniciativa do Instituto IDEAL e Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) com apoio do WWF-Brasil e Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da GIZ e KfW.

Circo e cinema itinerantes recebem Selo Solar

A kombi do Circo De La Costa, de Itaboraí, no Rio de Janeiro, e a segunda van do CineSolar, da Associação Cultural Simbora, com sede em São Paulo-SP, receberam este mês o Selo Solar Socioambiental por utilizar 100% de energia solar em suas sessões e apresentações. Ambos são projetos itinerantes que difundem a sustentabilidade de suas iniciativas por meio da arte. O Circo De La Costa destina parte de sua arrecadação para ações de reflorestamentos nas cidades onde se apresenta. As sessões do CineSolar são sempre gratuitas.

O sistema fotovoltaico (FV) conectado a baterias que abastece o Circo De La Costa tem uma potência de 0,24 kWp. O sistema FV da segunda van do CineSolar tem 0,84 kWp de potência nominal. As duas estações móveis do CineSolar tem agora a chancela do Selo Solar, uma iniciativa do Instituto IDEAL e Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) com apoio do WWF-Brasil e Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da GIZ e KfW.

Clinica odontológica e produtora recebem o Selo Solar

Duas empresas de diferentes segmentos da prestação de serviços, a clínica odontológica Inovati Care, de Uberlândia (MG), e a Empório Produções Gráficas e Eletrônicas, de Santa Cruz do Sul (RS), receberam em setembro o Selo Solar ao comprovar consumo de energia fotovoltaica há, pelo menos, seis meses. Ambas são pioneiras na certificação em sua área de atuação.

A Inovati Care instalou um sistema de 12,5 kWp e a Empório um de 5 kWp. Ambos foram instalados sobre o telhado e, nos dois casos, as empresas atenderam às novas diretrizes do Selo Solar, divulgadas em julho deste ano. Acesse http://www.selosolar.com.br/regras/ para saber mais.

O Selo Solar é uma iniciativa do Instituto IDEAL e Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) com apoio do WWF-Brasil e Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da GIZ e KfW.

Grupo Fotovoltaica UFSC apresenta ônibus 100% elétrico

Um ônibus 100% elétrico que fará o transporte de alunos, professores e funcionários da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis/SC, a partir de dezembro deste ano, foi apresentado na última semana (1/9) durante o 12º Salão Latino Americano de Veículos Elétricos, realizado em São Paulo-SP.  Ser emissão zero de poluentes é apenas uma das vantagens, pois o veículo também será recarregado em estação com energia solar. O sistema de tração, que permite o funcionamento, foi desenvolvido pela WEG e representa o primeiro fornecimento para um ônibus elétrico de recarga em rede com microgeração distribuída com painéis fotovoltaicos. Para a integração dos sistemas, a aplicação ocorreu em conjunto com a Marcopolo, fabricante do ônibus, a Eletra, responsável por instalar e integrar o sistema de tração elétrico e as baterias de lítio.

A energia necessária para que o veículo circule será gerada no Centro de Pesquisa e Capacitação em Energia Solar Fotovoltaica (Fotovoltaica/UFSC), localizado no Sapiens Parque, na Cachoeira do Bom Jesus, em Florianópolis. As recargas serão feitas por meio da rede presente no Campus e no parque, percurso que o veículo fará quatro vezes ao dia, totalizando 50 quilômetros entre ida e volta. Com as recargas de conveniência ao final de cada viagem no Sapiens Parque, a autonomia é dimensionada para atender a operação durante todo o dia com emissão zero de poluentes.

Fonte para pesquisas acadêmicas
O consumo e a geração da energia serão monitorados durante a operação do ônibus, servindo como base para pesquisas acadêmicas, explica o diretor do Instituto IDEAL e coordenador do Fotovoltaica/UFSC, professor Ricardo Rüther. “Levantaremos dados sobre o desempenho do motor, consumo de energia, frequência do deslocamento e outros”, comenta. O novo meio de transporte terá função interdisciplinar pois será objeto de estudo para alunos de cursos como Engenharia Elétrica, Civil, Arquitetura, Sistemas de Automação e Ciências da Computação.

Por possuir tecnologia Wi-Fi e um espaço para reuniões, ele permitirá o deslocamento produtivo, reforça o professor: “Poderemos embarcar e já começar a trabalhar, sem perder tempo no trânsito”. Além disso, em casos de congestionamento, enquanto ficar parado, o veículo não consumirá energia. “É confortável, não faz barulho e não emite fumaça”, completa Rüther. Hoje, quem precisa se deslocar até o parque utiliza veículos próprios, depende de caronas ou do transporte público, que leva cerca de uma hora e meia para chegar ao local. A estimativa é de que o trajeto seja feito em 30 minutos pelo modelo elétrico.

O objetivo da UFSC com este projeto, de acordo com Rüther, é se tornar referência e replicar a iniciativa em outros centros urbanos, para mostrar a importância do uso de fontes de geração e de consumo de energia limpa. A aquisição do ônibus é financiada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), por meio de uma licitação.

Com informações do Media Center da WEG: http://www.weg.net/br/Media-Center/Noticias/Produtos-e-Solucoes/UFSC-produzira-energia-solar-para-mover-onibus-eletrico

Intersolar South America: IDEAL foi destaque também em conferência

O Instituto IDEAL participou da feira e conferência da Intersolar South America de 23 a 25 de agosto, no Expo Center Norte, em São Paulo-SP. O diretor do IDEAL e coordenador do Grupo Fotovoltaica/UFSC, Ricardo Rüther, como chairman do evento, deu as boas vindas na abertura e participou do painel “Pesquisa & Desenvolvimento Fotovoltaico no Brasil: situação e perspectivas”. Paula Scheidt, gerente de projetos do IDEAL/GIZ, também lotou o auditório ao ministrar a palestra em que apresentou os resultados preliminares do estudo anual do Instituto “O Mercado Brasileiro de Geração Distribuída Fotovoltaica (FV) – Edição 2016”. Scheidt destacou tendências e aspectos do desenvolvimento do mercado FV como preços dos sistemas e de equipamentos.

No estande do IDEAL na feira, o público também teve acesso a essas e outras informações, além de conhecer as possibilidades de participar e apoiar a edição 2017 da pesquisa. Graças à parceria estabelecida entre IDEAL e Câmara Brasil-Alemanha do Rio de Janeiro (AHK-RJ), o Estudo deste ano também será traduzido ao inglês como a edição de 2015. O lançamento da publicação completa será em outubro de 2016.