IDEAL concede Selos Solares a autoprodutores de quatro estados

O Instituto IDEAL concedeu Selos Solares nesta semana para cidades de quatro estados diferentes: Mossoró, no Rio Grande do Norte; Maceió, em Alagoas; Rio Bonito, no Rio de Janeiro; e Frederico Westphalen, no Rio Grande do Sul.

A arquiteta Izabel Maria Montenegro Diniz Macedo, de Mossoró (RN), possui um sistema de 5,30 kWp instalado em seu escritório desde maio do ano passado. Este foi o primeiro Selo Solar concedido para o Rio Grande do Norte.

A Construções Ipanema, de Maceió (AL), recebeu o certificado por ter um sistema de 16,9 kWp instalado em sua sede desde janeiro de 2017. Por ter uma potência alta, parte da energia gerada é usada em outras três unidades: uma filial e duas residências.

Outras duas residências receberam o Selo: a de Aldo Sorensen Ghisolfi, em Frederico Westphalen (RS), que possui um sistema de 3,64 kWp instalado desde abril de 2017; e a de Lucia Fátima Gonçalves Mendes Dornellas, em Rio Bonito (RJ), com um sistema com capacidade de 8,20 kWp, instalado desde julho do ano passado.

O Selo Solar é uma iniciativa do Instituto IDEAL com apoio do WWF-Brasil e Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da GIZ e KfW.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *