Na Intersolar, Ideal aponta para o crescimento de energias renováveis

O presidente do Ideal, Mauro Passos, abriu as discussões na Intersolar South America 2013, nesta quarta-feira, reforçando a necessidade de diversificação da matriz energética dos países por meio da utilização de fontes renováveis. “Enquanto em 2012, o Produto Interno Bruto no Brasil cresceu 0,9%, o consumo de energia cresceu cerca de 3%. Essa não é uma característica só nossa, é de toda a América Latina”, reforçou Passos.

Para o presidente do Ideal, o espaço para as energias solar e eólica é imenso. Ao debater as perspectivas para o mercado fotovoltaico na Argentina, Uruguai e Chile, Mauro, que também é engenheiro mecânico pós-graduado em recursos hídricos e planejamento energético, destacou que a Argentina tem um grande potencial para adotar a eletricidade solar. A radiação média diária no território argentino fica em torno de 4,6 quilowatts por hora.

O Chile é outro país que tende a desenvolver esse tipo de energia, com um mercado fotovoltaico bem ativo. Mas, para o presidente do Ideal, é o Uruguai que tem se mostrado mais comprometido nesse quesito. Por enquanto, o país é dependente de petróleo, mas o cenário deve mudar, tanto que o governo do país vem incentivando a utilização das energias eólica e solar. “Com certeza nos próximos 10 anos o Uruguai será o país da América Latina com a maior diversidade na sua matriz elétrica”, aposta Passos.

O vice-presidente da European Photovoltaic Industry Association (Epia), Ingmar Wilhelm, da Bélgica, apontou para um crescimento das instalações fotovoltaicas em todo o mundo. Segundo ele, por enquanto, existem 3,5 milhões desse tipo no globo. Ele lembra, no entanto, que para os tipos de energia limpa despontarem, é preciso também infraestrutura e incentivos. “O mercado vai acontecer, a questão agora é se haverá mecanismos para acelerá-lo ou não”, afirmou.

Ideal na Intersolar

O Ideal terá outras participações na Intersolar. No dia 19, o diretor técnico do Ideal e coordenador do Laboratório de Fotovoltaica da Universidade Federal de SC, Ricardo Rüther, vai tratar da situação e expectativas das usinas solares no Brasil e de projetos desenvolvidos pelo Laboratório da UFSC.

Já no dia seguinte, a gerente de projetos, Paula Scheidt, abordará as ferramentas de disseminação da energia fotovoltaica para consumidores no Brasil, enquanto Rüther vai expor as tendências no desenvolvimento e políticas para esse tipo de energia na América Latina. Também há um estande do Ideal no setor de exposição do evento, onde são apresentados os principais projetos.

A Intersolar ocorre entre 18 e 20 de setembro, no Expo Center Norte, em São Paulo e é uma oportunidade para saber as novidades no mercado na produção de energia fotovoltaica e térmica.

Saiba mais sobre a Intersolar em: http://www.intersolar.net.br.

(Foto: Divulgação: Intersolar)

Outras informações:
Gabrielle Bittelbrun
Instituto Ideal
Assessoria de Comunicação
(48) 32341757

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *