Posts

Projeto registra instalação de 369 sistemas FV em 22 cidades

Ao longo de 2014 e 2015, o projeto 50 Telhados, uma iniciativa do Instituto Ideal para a instalação 50 sistemas fotovoltaicos de 2 kWp ou 100 kWp de potência total por cidade participante, registrou a instalação de 369 telhados FV no Brasil. O Projeto, realizado em parceria com empresas instaladoras em 22 cidades do país, somou aproximadamente 2,38 MWp de potência instalada com uma geração estimada de 3,62 GWh por ano. Para o presidente do Instituto Ideal, Mauro Passos, o Projeto gerou uma competição do bem, com resultados que comprovam a disseminação do uso da tecnologia FV, urbana por definição. “50 Telhados foi uma ferramenta de alavancagem e de ajuda na tomada de decisão pelo consumidor.”

Das 22 cidades participantes, nove (9) alcançaram a meta estipulada, sendo que a maior parte delas o fez a partir da potência total instalada. Fortaleza (CE) e Rio de Janeiro (RJ) instalaram mais de 50 telhados efetivamente. Outros municípios que alcançaram a meta foram: Florianópolis (SC), Salvador (BA), Santa Cruz do Sul (RS), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Luis Eduardo Magalhães (BA) e Recife (PE).
Os três estados com o maior número de telhados instalados foram Ceará, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, cada um deles alcançando mais de 60 instalações FV. Em termos de potência instalada, além desses três estados, vale destacar a Bahia, que ficou em segundo lugar seguido do Ceará.

O Projeto 50 Telhados foi executado localmente nas cidades por 15 instaladores, sendo que as empresas com o maior número de cidades foram Solar Energy do Brasil, participando em cinco cidades de diferentes estados, e Enersol Brasil, em quatro cidades da Bahia. O maior número de instalações FV em uma única cidade foi realizado pela Satrix, com 63 telhados solares em Fortaleza, seguido da Solar Energy do Brasil (37 em Campo Grande e 33 no Rio de Janeiro), Solled Eficiência Energética, (28 em Santa Cruz do Sul) e Araxá Energia Solar (22 em Florianópolis).

O Projeto 50 telhados foi lançado pelo Instituto Ideal em dezembro de 2013 com o intuito de divulgar a geração distribuída a partir da fonte fotovoltaica, dando assim publicidade à REN 482/2012 – Regulação Normativa da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) que cria o sistema de compensação de energia ou net metering, do inglês. A meta de 50 telhados fotovoltaicos de 2 kWp ou 100 kWp de potência total instalada por cidade, poderia ser alcançada individualmente pela empresa instaladora ou em conjunto com outras, em um prazo de até dois anos.

O projeto teve o apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH. Saiba mais sobre o Projeto.

Ranking das cidades com relação à potência instalada

Posição Cidade Empresa executora Potência instalada (kWp) Geração estimada (MWh/ano) Núm. de telhados
1 Fortaleza Dya Energia Solar e Satrix Energias Renováveis 462 748 65
2 Rio de Janeiro Prátil, Solar Energy do Brasil e Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental 312 447 52
3 Florianópolis Araxá Energia Solar 196 264 22
4 Salvador Axitec do Brasil e Enersol Brasil 190 308 23
5 Santa Cruz do Sul Energia Própria e Solled Eficiência Energética 176 261 29
6 Campo Grande Solar Energy do Brasil 165 259 37
7 Luis Eduardo Magalhães Enersol Brasil 154 254 14
8 Curitiba 3B Energy, Elco Engenharia de Montagens e Solar Energy do Brasil 151 202 29
9 Recife Satrix Energias Renováveis 143 231 10
10 Porto Alegre Energia Própria 74 109 19
11 Venâncio Aires Solled Eficiência Energética 59 83 5
12 Governador Valadares Seltec Soluções Elétricas e Tecnológicas 50 75 11
13 Teófilo Otoni Seltec Soluções Elétricas e Tecnológicas 48 77 14
14 Lajeado Energia Própria 46 68 9
15 Búzios Prátil e Solar Energy do Brasil 33 45 8
16 Cuiabá Solar Energy do Brasil 29 46 4
17 Barreiras Enersol Brasil 26 44 2
18 Vitória BVK Engenharia 18 26 5
19 Belo Horizonte Dya Energia Solar 14 21 4
20 Porto Seguro Enersol Brasil 13 21 1
21 Natal Dya Energia Solar 12 16 3
22 Petrópolis Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental e Solstício Energia 9 12 3
Total geral   2377 3616 369

 

Três capitais alcançam meta do 50 Telhados

Campo Grande (MS), Curitiba (PR) e Rio de Janeiro (RJ) alcançaram o objetivo do projeto 50 Telhados com 119,84 kWp, 114,04 kWp e 100,03 kWp, respectivamente, de potência total instalada. Coordenado pelo Instituto Ideal e executado localmente por instaladores fotovoltaicos; as empresas parceiras nas capitais são a Solar Energy do Brasil, que atua nas três cidades, a Solarize no Rio de Janeiro, e a Elco e 3B Energy em Curitiba. Ao todo, seis cidades no país já superaram a meta do projeto que encerra em dezembro.

O 50 Telhados foi lançado com o propósito de divulgar a geração distribuída a partir da energia fotovoltaica. Em cada uma das 32 cidades participantes, as empresas instaladoras tem até o final deste ano, para instalar 50 telhados FV de 2 kWp ou 100 kWp de potência total instalada. Com isso, a geração anual estimada ficaria em torno de 130 MWh em cada cidade. O objetivo inicial do Instituto Ideal era implementar o projeto em pelo menos 20 cidades brasileiras durante o ano de 2014, mas esta meta já foi ultrapassada em julho do ano passado. Acesse o mapa aqui e acompanhe o andamento do projeto.

Confira gravações sobre trabalhos do Ideal

Quer saber mais sobre os projetos do Ideal? Então confira o vídeo com o presidente do Instituto, Mauro Passos. Na gravação, Passos traz informações sobre ações como o Programa América do Sol e o Projeto 50 Telhados.

Nesta semana, o Selo Solar, certificação do Ideal para quem utiliza a fotovoltaica, também foi tema de matéria do quadro “Pequenas atitudes, grandes diferenças”, transmitido pela rádio Itapema.

:::::: Ouça a matéria da rádio na íntegra.

Para saber mais, acompanhe nossa Newsletter, fazendo o cadastro no rodapé da página inicial do site do Ideal ou ainda as nossas redes sociais, como o Facebook do Instituto Ideal e o Facebook do América do Sol.

50 telhados com 28 cidades participantes

Petrópolis, no Rio de Janeiro, é a mais nova integrante do projeto 50 telhados. Com isso, o projeto alcança um total de 28 municípios, superando em oito a meta estabelecida pelo Instituto Ideal para 2014.

Pela proposta, cada cidade participante precisa ter pelo menos 50 telhados fotovoltaicos em 24 meses (ou 100 kWp de potência total), instalados por empresas cadastradas junto ao Ideal. A execução das instalações em Petrópolis ficará a cargo da empresa Solstício Energia, que trabalha em parceria com a Cegeo.

50 telhados foi criado em 2013, pela empresa mineira Econova. Em novembro do ano passado, o Instituto Ideal assumiu a coordenação do projeto. A intenção era atingir pelo menos 20 participantes, o que totalizaria mil telhados solares até 2015. Ao que tudo indica, a meta será superada.

Como participar
Qualquer empresa de engenharia e instalação de sistemas fotovoltaicos conectados à rede elétrica pode participar como empresa executora, basta atender a alguns critérios e conseguir a aprovação do Ideal. Instituições públicas e prefeituras também podem contribuir, reforçando o apoio ao projeto em canais de comunicação com os cidadãos, por exemplo.

:::: Saiba mais sobre o 50 telhados.

Dez novas cidades no 50 telhados

O 50 telhados terá a adesão de dez novas cidades, que vão investir em energia solar fotovoltaica. Com isso, o projeto alcança 27 municípios, superando em sete a meta para 2014, estabelecida pelo Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina (Ideal).

As novas cidades participantes são: Chapada dos Guimarães (MT); Salvador (BA); Lauro de Freitas (BA); Camaçari (BA); Feira de Santana (BA); Mata de São João (BA); Lençóis (BA), Cairu (BA), Novo Hamburgo (RS) e Porto Alegre (RS).

Pelo projeto, cada cidade precisa ter pelo menos 50 telhados fotovoltaicos em 24 meses (ou 100 kWp de potência total), instalados por empresas participantes. A execução das instalações nesses municípios ficará a cargo das empresas SonnenBauhaus, na Chapada dos Guimarães, Axitec, nos municípios baianos, e Energia Própria, nas cidades gaúchas.

A instalação feita no Projeto Tamar (Foto: Axitec/ Divulgação) será contabilizada para o 50 telhados em Mata de São João (BA).

O 50 telhados foi criado em 2013, pela empresa mineira Econova. Em novembro do ano passado, o Instituto Ideal assumiu a coordenação do projeto. A intenção era atingir pelo menos 20 participantes, o que totalizaria mil telhados solares até 2015. Ao que tudo indica, a meta será superada.

“Em seis meses, o Instituto Ideal superou a meta de cidades que tinha para o ano”, comemora Paula Scheidt, gerente de projetos do Instituto Ideal.

Com as novas integrantes, o Estado da Bahia conquista o maior número de participantes do 50 telhados, com sete cidades, sendo seguido pelo Rio Grande do Sul, com cinco cidades.

Como participar
Qualquer empresa de engenharia e instalação de sistemas fotovoltaicos conectados à rede elétrica pode participar como empresa executora, basta atender a alguns critérios e conseguir a aprovação do Ideal. Instituições públicas e prefeituras também podem contribuir, reforçando o apoio ao projeto em canais de comunicação com os cidadãos, por exemplo.

Novos municípios do Projeto 50 telhados
Cidade                                                Empresa executora
Chapada dos Guimarães (MT)      SonnenBauhaus
Cairu (BA)                                             Axitec
Camaçari (BA)                                    Axitec
Feira de Santana (BA)                      Axitec
Lauro de Freitas (BA)                      Axitec
Lençóis (BA)                                        Axitec
Mata de São João (BA)                    Axitec
Salvador (BA)                                     Axitec
Novo Hamburgo (RS)                      Energia Própria
Porto Alegre (RS)                              Energia Própria

:::::: Saiba mais no site do 50 telhados.

Informações para jornalistas:
Assessoria de Comunicação – Instituto Ideal
Gabrielle Bittelbrun
(48) 32341757