Posts

IDEAL e AHK/RJ firmam parceria

O Instituto Ideal e a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK/RJ) assinaram termo de parceria para intercâmbio de conhecimentos focado, sobretudo, em geração distribuída e tecnologia solar fotovoltaica. O presidente do IDEAL, Mauro Passos, e o diretor executivo da AHK/RJ, Hanno Erwes, formalizaram o acordo de cooperação durante a realização do IV German-Brazilian Renewable Energy Business Conference no último dia 29 de fevereiro, no Rio de Janeiro, em que participaram mais de 200 pessoas, incluída uma delegação de empresários alemães com relevante atuação e comprovada experiência em energia solar FV.

Uma das primeiras atividades conjuntas realizadas pelas instituições foi a tradução ao inglês do estudo O mercado brasileiro de geração distribuída fotovoltaica – edição 2015, disponível para leitura aqui. Para a edição 2016, IDEAL e AHK/RJ trabalham na prospecção de patrocínios para a realização da publicação. Estão disponíveis cotas de 10 mil, 5 mil e 3 mil reais, com diferentes contrapartidas de divulgação e marketing para os investidores. Acesse o Plano de Patrocínio completo do Estudo 2016. Para mais informações, entre em contato pelo telefone (48) 3234-1757 com Peter Krenz ou (21) 2223-2123, com Philipp Hahn.

Para o presidente do IDEAL, Mauro Passos, com a parceria estabelecida entre Instituto e AHK/RJ, tradição e ideais se juntam por uma causa comum: promover e criar mercado para as energias renováveis no nosso país.

Projeto registra instalação de 369 sistemas FV em 22 cidades

Ao longo de 2014 e 2015, o projeto 50 Telhados, uma iniciativa do Instituto Ideal para a instalação 50 sistemas fotovoltaicos de 2 kWp ou 100 kWp de potência total por cidade participante, registrou a instalação de 369 telhados FV no Brasil. O Projeto, realizado em parceria com empresas instaladoras em 22 cidades do país, somou aproximadamente 2,38 MWp de potência instalada com uma geração estimada de 3,62 GWh por ano. Para o presidente do Instituto Ideal, Mauro Passos, o Projeto gerou uma competição do bem, com resultados que comprovam a disseminação do uso da tecnologia FV, urbana por definição. “50 Telhados foi uma ferramenta de alavancagem e de ajuda na tomada de decisão pelo consumidor.”

Das 22 cidades participantes, nove (9) alcançaram a meta estipulada, sendo que a maior parte delas o fez a partir da potência total instalada. Fortaleza (CE) e Rio de Janeiro (RJ) instalaram mais de 50 telhados efetivamente. Outros municípios que alcançaram a meta foram: Florianópolis (SC), Salvador (BA), Santa Cruz do Sul (RS), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Luis Eduardo Magalhães (BA) e Recife (PE).
Os três estados com o maior número de telhados instalados foram Ceará, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, cada um deles alcançando mais de 60 instalações FV. Em termos de potência instalada, além desses três estados, vale destacar a Bahia, que ficou em segundo lugar seguido do Ceará.

O Projeto 50 Telhados foi executado localmente nas cidades por 15 instaladores, sendo que as empresas com o maior número de cidades foram Solar Energy do Brasil, participando em cinco cidades de diferentes estados, e Enersol Brasil, em quatro cidades da Bahia. O maior número de instalações FV em uma única cidade foi realizado pela Satrix, com 63 telhados solares em Fortaleza, seguido da Solar Energy do Brasil (37 em Campo Grande e 33 no Rio de Janeiro), Solled Eficiência Energética, (28 em Santa Cruz do Sul) e Araxá Energia Solar (22 em Florianópolis).

O Projeto 50 telhados foi lançado pelo Instituto Ideal em dezembro de 2013 com o intuito de divulgar a geração distribuída a partir da fonte fotovoltaica, dando assim publicidade à REN 482/2012 – Regulação Normativa da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) que cria o sistema de compensação de energia ou net metering, do inglês. A meta de 50 telhados fotovoltaicos de 2 kWp ou 100 kWp de potência total instalada por cidade, poderia ser alcançada individualmente pela empresa instaladora ou em conjunto com outras, em um prazo de até dois anos.

O projeto teve o apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH. Saiba mais sobre o Projeto.

Ranking das cidades com relação à potência instalada

Posição Cidade Empresa executora Potência instalada (kWp) Geração estimada (MWh/ano) Núm. de telhados
1 Fortaleza Dya Energia Solar e Satrix Energias Renováveis 462 748 65
2 Rio de Janeiro Prátil, Solar Energy do Brasil e Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental 312 447 52
3 Florianópolis Araxá Energia Solar 196 264 22
4 Salvador Axitec do Brasil e Enersol Brasil 190 308 23
5 Santa Cruz do Sul Energia Própria e Solled Eficiência Energética 176 261 29
6 Campo Grande Solar Energy do Brasil 165 259 37
7 Luis Eduardo Magalhães Enersol Brasil 154 254 14
8 Curitiba 3B Energy, Elco Engenharia de Montagens e Solar Energy do Brasil 151 202 29
9 Recife Satrix Energias Renováveis 143 231 10
10 Porto Alegre Energia Própria 74 109 19
11 Venâncio Aires Solled Eficiência Energética 59 83 5
12 Governador Valadares Seltec Soluções Elétricas e Tecnológicas 50 75 11
13 Teófilo Otoni Seltec Soluções Elétricas e Tecnológicas 48 77 14
14 Lajeado Energia Própria 46 68 9
15 Búzios Prátil e Solar Energy do Brasil 33 45 8
16 Cuiabá Solar Energy do Brasil 29 46 4
17 Barreiras Enersol Brasil 26 44 2
18 Vitória BVK Engenharia 18 26 5
19 Belo Horizonte Dya Energia Solar 14 21 4
20 Porto Seguro Enersol Brasil 13 21 1
21 Natal Dya Energia Solar 12 16 3
22 Petrópolis Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental e Solstício Energia 9 12 3
Total geral   2377 3616 369

 

Ideal e AHK/RS realizaram seminário sobre energia FV

A Câmara Brasil-Alemanha no Rio Grande do Sul (AHK/RS) e o Instituto Ideal promoveram no dia 4 de novembro, em Porto Alegre, o Seminário Internacional de Energia Fotovoltaica – Aplicações em Telhados Industriais, que reuniu especialistas dos dois países para apresentar oportunidades de investimento em projetos de geração FV e perspectivas políticas, econômicas, industriais e comerciais para o desenvolvimento do setor. Entre os palestrantes, destaca-se a presença do Secretário de Minas e Energia do RS, Lucas Redecker, de representantes da indústria (4contrade, Fockink, Solled, Saur e EPI Energia), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, da GIZ, do Sistema Cooperativo de Crédito (Sicredi) e do BRDE. O terceiro setor também esteve representado por Mauro Passos e Peter Krenz (Ideal) e Fábio Rosa (IDEAAS).

O presidente do Instituto Ideal, Mauro Passos, afirmou que o Seminário atingiu seu propósito ao abordar aspectos técnicos e econômicos para a própria geração de energia solar. Passos falou sobre as perspectivas e novos investimentos no setor FV. Já Peter Krenz (Ideal/GIZ), destacou a oportunidade de compartilhar as boas práticas resultantes da gestão do Fundo Solar. “Reunir indústria, comércio e governo em um mesmo evento foi fundamental para a discussão do futuro da energia solar fotovoltaica e o Seminário proporcionou isso para os mais de 120 participantes.”

Ideal e AHK/RS realizam seminário sobre energia FV

A Câmara Brasil-Alemanha no Rio Grande do Sul (AHK/RS) e o Instituto Ideal realizam no dia 4 de novembro, em Porto Alegre, o Seminário Internacional de Energia Fotovoltaica – Aplicações em Telhados Industriais que reunirá especialistas dos dois países para apresentar oportunidades para a indústria investir em projetos de geração fotovoltaica (FV) como uma medida de proteção contra os aumentos de tarifa e uma solução energética limpa. O gestor de projetos do Ideal, Peter Krenz, apresentará as boas práticas resultantes do projeto Fundo Solar, além de dados sobre o mercado atual FV, consolidados no estudo “O Mercado Brasileiro de Geração Distribuída Fotovoltaica – Edição 2015“. O evento tem um custo de R$ 50 para associados à AHK/RS e R$ 80 para não-sócios e as inscrições podem ser realizadas enviando um email a [email protected].

Confira abaixo a programação resumida do evento:
09h30 – Introdução
10h15 – Aspectos econômicos para a geração própria nas áreas industriais e comerciais
10h45 – Possibilidades de financiamento para indústrias e estabelecimentos comerciais
12h30 – Almoço
14 horas – Boas práticas
15h10 – Perspectivas políticas
16h15 – Fundamentos técnicos/tecnológicos e realização
17 horas – Encerramento

SERVIÇO
Data: 04.11.2015 (quarta-feira)
Horário: 09h30 às 17h00
Local: Hotel Laghetto Viverone Moinhos – Rua Dr. Vale, 579, Porto Alegre/RS
Inscrições: [email protected] ou pelo telefone (51) 3222-5766

América do Sol registra 100 mil simulações FV

O Simulador Solar,  ferramenta desenvolvida pelo Instituto Ideal para calcular a potência de um sistema fotovoltaico para atender a demanda energética de uma residência, escritório ou indústria, ultrapassou a marca de 100 mil simulações realizadas. O software online ainda dá acesso a um cadastro de empresas instaladoras de sistemas FV e tem sido determinante para o programa América do Sol  alcançar seu objetivo: disseminar a energia solar fotovoltaica no país e em todo o continente.

Para a gerente de projetos do Ideal Paula Scheidt, os números mostram o aumento do interesse dos brasileiros por gerar sua própria energia e como o América do Sol tem ajudado. “O Simulador tem sido uma ferramenta importante para que os conceitos básicos sobre a geração fotovoltaica sejam conhecidos pela população”.

O Simulador Solar foi criado com o apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH e KfW banco de fomento alemão.

Ideal lança edição 2015 do estudo sobre o mercado de geração distribuída fotovoltaica no Brasil

O Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina (Ideal) publicou a segunda edição do estudo sobre o mercado brasileiro de geração distribuída fotovoltaica (FV). O propósito é compreender como se desenvolve o setor e identificar os desafios no processo de conexão à rede de micro e minigeradores FV. O levantamento traz resultados de uma pesquisa realizada com instaladores de todo o país.

O estudo foi realizado por meio de questionário online respondido por empresas cadastradas no Mapa de Fornecedores do programa América do Sol (www.americadosol.org/fornecedores), do Instituto Ideal. Os instaladores responderam a 24 questões divididas em quatro seções: o perfil dos instaladores – com base na experiência de 2014 -, a relação com as distribuidoras, os desafios no processo de conexão à rede e os exemplos positivos das concessionárias.

Em relação ao desenvolvimento do mercado no país, o estudo mostra a existência de um grande número de empresas novas que não finalizaram nenhuma instalação – 54% dos instaladores respondentes. Quanto aos preços praticados no país, foi levantado o valor médio de R$ 8,81/Wp para sistemas de até 5 kWp – o que é praticamente igual, em termos absolutos, ao observado no anterior. No entanto, considerando a desvalorização do real e a inflação no período, estima-se que houve uma redução real de 6,5% no preço médio dos sistemas FV de pequena escala.

Em relação ao processo de conexão à rede, os principais desafios apontados pelos fornecedores foram atrasos, falta de conhecimento da equipe técnica da distribuidora e problemas na fatura de energia conforme regulamentação do sistema de compensação de energia elétrica (net metering), estabelecido no país a partir da Resolução Normativa (REN) 482/2012 da ANEEL. No entanto, uma grande evolução foi constatada na duração do processo de conexão. O tempo médio de seis meses e uma semana em 2013, reduziu para quatro meses e três semanas em 2014.

“O estudo permite acompanhar o desenvolvimento do mercado, ano a ano, e sugerir quais pontos precisam uma maior atenção para que o relacionamento entre consumidor, instalador e distribuidora flua”, afirma a gerente de projetos do Ideal, Paula Scheidt.

O estudo foi produzido pelo Ideal, com o apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH. Acesse o estudo completo ‘O mercado de geração distribuída fotovoltaica – Edição 2015’ em www.institutoideal.org/biblioteca.

Ideal estará na Intersolar South America

O Instituto Ideal participará com um estande e realização de palestra da Intersolar South America, evento que ocorrerá em São Paulo, de 1 a 3 de setembro, e integra a principal série de exposições do setor de energia solar no mundo. A gerente de projetos do Ideal, Paula Scheidt, divulgará os principais resultados do estudo anual sobre o mercado fotovoltaico durante as conferências, que são realizadas paralelamente à feira. Este é o terceiro ano em que o Ideal participa da Intersolar South America apoiando institucionalmente o evento.

Todas as atividades relacionadas à feira ocorrerão no Pavilhão Amarelo do Expo Center Norte. A palestra do Ideal ‘Resultados do Estudo Anual sobre o Mercado Fotovoltaico’ será dia 1º, a partir das 14 horas, no Auditório A, e integra a conferência sobre o tema geração distribuída no país. No estande do Instituto, serão distribuídas cartilhas e outros materiais educativos de fomento às energias limpas e à eficiência energética, além do visitante ter a oportunidade de saber mais sobre o Selo Solar (uma certificação para consumidores) e o estudo ‘O mercado brasileiro de geração distribuída fotovoltaica em 2014’.

A Intersolar South America oferece aos profissionais do setor solar uma plataforma de contatos e informações sobre o desenvolvimento do mercado, métodos de produção, financiamento e planejamento de projetos. O ingresso à exposição é gratuito, no entanto, a organização orienta para a realização do cadastro com antecedência. Acesse www.intersolar.net.br.

Presidente do Ideal participa de evento do WWF Brasil

O presidente do Ideal, Mauro Passos, participará do segundo encontro do Diálogos Energéticos, evento gratuito promovido pelo WWF-Brasil, que será realizado dia 31 de agosto, no SP Center, em São Paulo. A geração de energia sustentável descentralizada – potencial e novos mercados é o tema do seminário. Na ocasião, a gerente de projetos do Ideal, Paula Scheidt, também apresentará os resultados do estudo ‘O mercado brasileiro de geração distribuída fotovoltaica em 2014’.

O seminário é uma iniciava do Programa de Mudanças Climáticas e Energia do WWF-Brasil e reunirá outros importantes especialistas como Mark Senti, presidente da AML Superconductivity, empresa que se dedica à supercondutividade – tecnologia capaz de reduzir as perdas energéticas da geração à distribuição. Junto a ele, na mesma mesa, Mauro Passos e Pedro Sirgado, diretor executivo do Instituto EDP, de Portugal.

Com o objetivo de difundir oportunidades de negócio em mini e microgeração de energia e apontar os gargalos para que esta modalidade seja melhor aproveitada no país, o seminário terá participantes de concessionárias, governo, Poder Legislativo, empreendedores sociais e empresários do setor.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site wwf.org.br/dialogosenergeticos até o dia 28 de agosto, sexta-feira.

Três capitais alcançam meta do 50 Telhados

Campo Grande (MS), Curitiba (PR) e Rio de Janeiro (RJ) alcançaram o objetivo do projeto 50 Telhados com 119,84 kWp, 114,04 kWp e 100,03 kWp, respectivamente, de potência total instalada. Coordenado pelo Instituto Ideal e executado localmente por instaladores fotovoltaicos; as empresas parceiras nas capitais são a Solar Energy do Brasil, que atua nas três cidades, a Solarize no Rio de Janeiro, e a Elco e 3B Energy em Curitiba. Ao todo, seis cidades no país já superaram a meta do projeto que encerra em dezembro.

O 50 Telhados foi lançado com o propósito de divulgar a geração distribuída a partir da energia fotovoltaica. Em cada uma das 32 cidades participantes, as empresas instaladoras tem até o final deste ano, para instalar 50 telhados FV de 2 kWp ou 100 kWp de potência total instalada. Com isso, a geração anual estimada ficaria em torno de 130 MWh em cada cidade. O objetivo inicial do Instituto Ideal era implementar o projeto em pelo menos 20 cidades brasileiras durante o ano de 2014, mas esta meta já foi ultrapassada em julho do ano passado. Acesse o mapa aqui e acompanhe o andamento do projeto.

paloma_medeiros_satrix

Ideal envia contribuição à RN da ANEEL sobre sistema de compensação de energia

O Instituto Ideal encaminhou uma contribuição à audiência pública 26 de 2015, da Agencia Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), que revisa a RN 482/12 (Sistema de Compensação de Energia). Entre os principais pontos sugeridos pelo Ideal, estão: a alteração na forma como são calculados atualmente os créditos para o sistema de compensação de energia, e a redefinição das informações que devem constar na conta de luz do consumidor que possui um micro ou minigerador instalado. Todas as contribuições estão disponíveis aqui.

A criação de um sistema online de solicitações de conexão à rede foi outra contribuição do Ideal para a revisão da RN 482/2012. Também foi destacada a necessidade de realização de treinamentos com os funcionários das concessionárias de energia, a fim de garantir um atendimento eficiente ao consumidor que já tenha, ou esteja interessado em instalar um sistema FV em sua residência.
As sugestões foram fundamentadas nos dados preliminares do estudo “O Mercado Brasileiro de Geração Distribuída Fotovoltaica em 2014” – previsto para ser publicado no final de agosto – e em uma pesquisa de Mestrado com consumidores dos projetos 50 Telhados e Fundo Solar, apoiada pelo Ideal.

Com a revisão, a ANEEL espera tornar o processo de conexão dos micro e minigeradores distribuídos mais simples e rápido, além de aumentar o público alvo. Ao todo, a Agência recebeu 101 contribuições de diferentes entidades brasileiras, empresas e pessoas físicas.