Posts

senai

IDEAL apoia instalação do primeiro Centro de Treinamento em Energia Solar do Distrito Federal

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial no Distrito Federal (Senai-DF) inaugurou hoje (16/6), na unidade de Taguatinga, o primeiro Centro de Treinamento em Energia Solar da capital federal, com o objetivo de formar profissionais para a operação de sistemas fotovoltaicos. Graças ao apoio do Instituto IDEAL, Grüner Strom Label e.V. (GSL) e Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável por meio da GIZ, o Centro possuirá um sistema FV conectado à rede, o que permitirá ao aluno colocar em prática a teoria dos cursos, com acesso a informações sobre compensação de energia, a partir da autogeração.

“Estamos falando exatamente no lugar certo. Por três motivos, primeiro, Brasília é a capital do nosso país; segundo, essa é uma das melhores regiões em potencial solar; terceiro, porque estamos no Senai, uma instituição fundamental para que este processo de entrada e consolidação da energia solar no Brasil dê certo.” – afirmou o presidente do IDEAL, Mauro Passos, em cerimônia hoje de manhã (16/6), na sede de Taguatinga.

Também participaram do evento o diretor de Inovação e Desenvolvimento Tecnológico do Sistema FIBRA, Graciomário de Queiroz, o diretor nacional da GIZ, Wolf-Michael Dio, o diretor Regional do Senai-DF, Albano Esteves de Abreu e o Secretário de Meio Ambiente do Distrito Federal, André Lima. “O que temos diante de nós é um novo mundo, em que a energia solar será dominante, e o SENAI, sendo responsável pela formação da mão de obra, tem um papel fundamental neste processo.” – concluiu Passos.

Após o ato, os convidados conheceram o Centro e receberam informações técnicas sobre o microgerador instalado, financiado com recursos do projeto Fundo Solar, uma iniciativa do IDEAL e GSL, com apoio da GIZ. Os professores da unidade Taguatinga, competentes na área FV, atuarão como multiplicadores do corpo docente do Senai em outros estados.

Eco_LogicasPremiacao (10)

Instituto IDEAL premia vencedores do concurso Eco_Lógicas em cerimônia em Quito

Instituto IDEAL e OLADE premiaram hoje, 12/4, em Quito, no Equador, os vencedores do concurso de monografias em eficiência energética e energias renováveis Eco_Lógicas, edição 2014/2015, Dulce Cristal Becerra Paniagua (Universidad de Ciencias y Artes de Chiapas, Chiapas/México) e Luiz Henrique Targa Gonçalves Miranda (Universidade de São Paulo, São Paulo/Brasil). Dulce desenvolveu um sistema autônomo de emergência móvel para purificar água, e Luiz Henrique, um estudo de caso para o aproveitamento energético de resíduos sólidos urbanos do município de Itanhaém (SP). Os estudantes apresentaram seus trabalhos diante de fórum qualificado e receberam um prêmio de 15 mil dólares cada um em cerimônia realizada na sede da Organização Latino-Americana de Energia.

O secretário executivo da OLADE, Fernando Ferreira, deu início à cerimônia, seguido pelo presidente do Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina (IDEAL), Mauro Passos, que proferiu palavras de boas vindas aos estudantes e convidados. Ferreira acredita que o concurso representa um avanço para melhorar nossa caminhada em direção a uma matriz energética continental mais limpa.

Mauro Passos referiu-se à construção conjunta de uma matriz energética e diversificada para toda América Latina como uma necessidade. “Essa busca tem iluminado nossos caminhos.” Destacou ainda que tudo o que se faz com paixão, dá resultados, e o concurso, desde sua criação, se realiza dessa forma.

O embaixador do México no Equador, Manuel del Arenal Fenochio, elogiou a iniciativa do concurso e felicitou especialmente à vencedora de seu país, Dulce Becerra, e também a Luiz Henrique pelo alto potencial de seu trabalho.
Também compareceu à cerimônia, o embaixador do Brasil no Equador, Carlos Alfredo Lazary Teixeira, que afirmou que a agenda de temas ambientais é uma política de estado para o Brasil há décadas, e nenhuma crise política irá interferir neste fato.

Destaca-se ainda a intervenção da Diretora de Integração da OLADE, Lenys Rivera Albarracín, sobre a função da capacitação na instituição como mecanismo de integração e difusão do conhecimento.

Os professores orientadores de Dulce e Luiz Henrique, Joel Pantoja Enríquez e Suani Coelho, também receberão um prêmio de 10 mil dólares. O concurso Eco_Lógicas 2014-2015 teve participantes de nove países: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Guatemala, México, Paraguai, Peru e Uruguai.

A 6ª edição do concurso, organizada por IDEAL e OLADE, teve o apoio da Tractebel Energia, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Sustainable Energy for All (SE4All).

enersolar2014

Ideal estará na Enersolar + Brasil

O Instituto Ideal participará com um estande da 4ª Enersolar + Brasil, a maior feira de energias renováveis da América Latina, que será realizada no São Paulo Expo – Exhibition & Convention Center, na próxima semana, dias 15, 16 e 17 de julho. O Ideal está presente no evento desde a primeira edição, realizada em 2011.
O gestor de projetos do Instituto Peter Krenz, que participou da feira também em 2014, realizará este ano igualmente, uma palestra sobre as ações do Ideal para a promoção das energias limpas no Brasil. O encontro será na sexta-feira, 17 de julho, às 10h40. As palestras integram o Ecoenergy – Congresso de Tecnologias Limpas e Renováveis para Geração de Energia – que ocorre no mesmo local, paralelamente à feira.
Para mais informações sobre a feira, acesse http://www.enersolarbrasil.com.br/.

institutoideal

Confira gravações sobre trabalhos do Ideal

Quer saber mais sobre os projetos do Ideal? Então confira o vídeo com o presidente do Instituto, Mauro Passos. Na gravação, Passos traz informações sobre ações como o Programa América do Sol e o Projeto 50 Telhados.

Nesta semana, o Selo Solar, certificação do Ideal para quem utiliza a fotovoltaica, também foi tema de matéria do quadro “Pequenas atitudes, grandes diferenças”, transmitido pela rádio Itapema.

:::::: Ouça a matéria da rádio na íntegra.

Para saber mais, acompanhe nossa Newsletter, fazendo o cadastro no rodapé da página inicial do site do Ideal ou ainda as nossas redes sociais, como o Facebook do Instituto Ideal e o Facebook do América do Sol.

placa fotovoltaica

Conheça o projeto Telhados Solares

Edificações que geram sua própria eletricidade reduzem as emissões de gases do efeito estufa nas cidades. E, em um país com tanto sol, como é o Brasil, nada mais eficiente e inteligente do que utilizar a energia solar fotovoltaica (FV) como uma medida de proteção climática no ambiente urbano. Isso sem contar os benefícios para a rede, com a redução da demanda de carga na rede elétrica vinda do alto consumo de ar condicionado nas horas de mais sol e calor no país.

Por isso, uma das linhas de atuação do Programa América do Sol é a dos “Telhados Solares”, que visa disseminar o uso da geração distribuída a partir da energia FV em milhões de residências, comércios e indústrias de toda a América Latina.

O setor empresarial tem um papel decisivo nesse cenário. A exemplo do que já é feito em outros países, grandes empresas e cooperativas podem desenvolver programas de apoio e financiamento para seus funcionários ou cooperados adquirem um sistema de geração FV próprio. Com isso, as instituições se associam a uma atitude sustentável tão necessária no mundo atual. A coordenação do projeto fica a cargo do Instituto Ideal.

::: Interessados podem preencher o formulário e acessar mais informações na página do Telhados Solares.

:::: Conheça outras ações do América do Sol.

selo solar

Conheça o Selo Solar

Se você utiliza ou pretende adotar a energia solar fotovoltaica, informe-se sobre o Selo Solar. A certificação é concedida gratuitamente pelo Instituto Ideal para empresas, instituições públicas e privadas e proprietários de edificações que consumirem um valor mínimo anual de eletricidade solar, que varia conforme a quantidade total de energia consumida, ou que tenham pelo menos 50% do seu consumo de eletricidade vindo de fonte solar.

Para solicitar o Selo, basta ler atentamente as regras e preencher o formulário online de solicitação disponível na página http://www.selosolar.com.br/regras/. As novas solicitações serão analisadas a partir do dia 5 de janeiro de 2015.

As edificações certificadas passam a integrar o portal do Selo, além de serem divulgadas pelo Instituto Ideal. A intenção é que edificações e seus proprietários recebam o reconhecimento por utilizarem essa energia limpa.

Desde o início da certificação, em 2012, foram distribuídos por todo o país 21 Selos Solares.

O Selo é uma iniciativa do Instituto Ideal e da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), com o apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH e do Banco Alemão de Desenvolvimento (KfW).

EnergiaLimpaWEB-2

Ideal lança estudo sobre microgeradores FV

O Instituto Ideal publica nesta quinta-feira (13) um estudo sobre o mercado brasileiro de geração distribuída fotovoltaica (FV). O levantamento traz resultados de uma pesquisa realizada com instaladores do setor de todo o país. A intenção é compreender como está se desenvolvendo esse mercado, assim como identificar os desafios no processo de conexão à rede de micro e minigeradores FV.

Participaram da pesquisa, realizada por meio de questionário online, 90 empresas cadastradas no Mapa de Fornecedores do Programa América do Sol, do Instituto Ideal.

As instituições responderam, entre agosto e setembro de 2014, a 22 questões divididas em quatro seções: o perfil dos instaladores (com base na experiência no ano de 2013), a relação com as distribuidoras, os desafios no processo de conexão à rede e os exemplos positivos das distribuidoras.

Entre os dados levantados está o preço médio cobrado pelas empresas para a instalação de um sistema FV de pequeno porte em 2013. Para as instalações de microgeradores com até 5kWp , o valor médio cobrado pelas 35 empresas que responderam essa questão é R$ 8,69/Wp.

No relacionamento com as distribuidoras, o estudo mostra que a maioria das empresas (64%) enfrentou alguma dificuldade no processo de instalação de um mini ou microgerador FV. Das 58 empresas que relataram dificuldades, 90% afirmam que elas causaram atrasos no cronograma inicial de instalação de um sistema FV conectado à rede.

“A partir do estudo podemos perceber que muitos instaladores e distribuidoras estão em um processo de aprendizagem e adequação ao novo mercado proporcionado pela REN 482/2012”, afirma a gerente de projetos do Ideal, Paula Scheidt.

O estudo foi produzido pelo Instituto Ideal, com o apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH.  A fim de facilitar futuras comparações de dados, o Instituto Ideal prevê uma nova edição da pesquisa, que deverá ser realizada no primeiro semestre de 2015.

Mais sobre a mini e microgeração

A geração distribuída fotovoltaica vem crescendo desde a entrada em vigor da resolução normativa 482 da Aneel, que estabeleceu os procedimentos gerais para a procedimentos gerais para a conexão à rede de mini e microgeradores. De acordo com o órgão, até o dia 10 de novembro de 2014, eram 234 sistemas fotovoltaicos conectados à rede.

:::: Confira o estudo completo “ O mercado brasileiro de geração distribuída fotovoltaica”.

:::: Saiba mais sobre fotovoltaica no site do América do Sol, programa do Ideal voltado à eletricidade solar.

Mais informações:
Gabrielle Bittelbrun
Assessoria de Comunicação
Instituto Ideal
(48) 3234-1757

tamar2

Tamar de Florianópolis inaugura projeto solar

Na quinta-feira (30 de outubro), foi inaugurado o projeto solar do Tamar de Florianópolis (SC). Com o projeto, o Tamar passa a contar com dois sistemas fotovoltaicos, um de 1,96 kWp e outro de 1 kWp de potência, instalados sobre edificações do Centro de Visitantes da Barra da Lagoa.

A cerimônia de inauguração contou com envolvidos no projeto, imprensa e interessados em fotovoltaica.

O presidente do Ideal, Mauro Passos, destacou que os sistemas fotovoltaicos do Tamar irão aproximar a juventude dessa tecnologia. “Os jovens visitantes vão levar essa novidade para casa. Temos uma vitrine da fotovoltaica da melhor qualidade”, ressaltou.

Na ocasião, o Tamar também recebeu o Selo Solar, certificação do Instituto Ideal para quem utiliza a fotovoltaica. O sistema de 1 kWp foi doado pela UFSC e pelo Ideal, enquanto o de 1,96 kWp foi uma doação da Tractebel. 

No verão, o Tamar chega a receber 1.300 visitantes em um só dia. 

Veja outras informações sobre o sistema.

:::: Saiba mais sobre o Selo Solar.


tamar1

Projeto Tamar de SC inaugura microgeradores

O Projeto Tamar de Florianópolis (SC), conhecido pelos trabalhos com tartarugas marinhas, adota mais uma medida em prol do meio ambiente: a utilização de energia solar fotovoltaica. Serão inaugurados na quinta-feira, dia 30 de outubro, dois sistemas fotovoltaicos, um de 1,96 kWp e outro de 1 kWp de potência, instalados sobre edificações do Centro de Visitantes do Projeto, na Barra da Lagoa.

Por esses equipamentos, na mesma ocasião, o Tamar receberá o Selo Solar, certificação do Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina (Ideal) para quem utiliza a fotovoltaica.

O sistema de 1 kWp foi doado pela UFSC e pelo Ideal, enquanto o de 1,96 kWp foi uma doação da Tractebel. A coordenadora regional da Fundação Pró-Tamar-SC, Juçara Wanderlinde, ressalta a importância das instalações, realizadas com o apoio técnico do Ideal e do Grupo Fotovoltaica-UFSC.

“Esta parceria é muito importante para o Tamar, pois além de ajudar a divulgar um tipo de energia limpa, ajuda na conservação do planeta e ainda contamos com uma economia na nossa conta de luz. Qualquer parceria que traga benefícios para o meio ambiente é super bem-vinda para o Projeto”, comenta.

No verão, o Tamar chega a receber 1.300 visitantes em um só dia. O presidente do Ideal, Mauro Passos, acredita que as instalações ajudarão a impulsionar a fotovoltaica.“O Tamar é um dos projetos mais visitados no Brasil, principalmente por escolas. Levar a energia solar para o Tamar significa aproximar os jovens dessa nova tecnologia”, afirma.

A cerimônia de inauguração do novo sistema e de entrega do Selo Solar, para imprensa e outros convidados, ocorre no dia 30, a partir das 16h, na sede do Tamar, na Barra da Lagoa, em Florianópolis.

Mais sobre o Selo Solar

O Selo Solar foi criado em 2012, como um reconhecimento para instituições públicas e privadas e proprietários de edificações que consomem um valor mínimo anual de eletricidade solar. A certificação recebida pelo Tamar se enquadra na categoria socioambiental, voltada para instituições com trabalhos relacionados ao meio ambiente ou com temas sociais e que adotam a eletricidade solar.

O Tamar de Florianópolis é o segundo no país a receber o reconhecimento. O primeiro foi o Tamar da Praia do Forte, na Bahia, certificado em setembro de 2013, pela instalação de um microgerador de 11,52 kW de potência.

O Selo é uma iniciativa do Instituto Ideal e da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), com o apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH e do Banco Alemão de Desenvolvimento (KfW).

:::: Saiba mais sobre o Selo Solar.

Informações sobre os sistemas do Tamar

Características do microgerador FV 1
• 8 módulos de silício amorfo (filme fino) de 142 Wp
• Potência total: 1,1 kWp
• Superfície da instalação: 12,5 m2
• Geração anual estimada: 1.270 kWh

A energia de cada microgerador desses seria suficiente para abastecer um apartamento com dois moradores que utilizassem de forma eficiente seus aparelhos elétricos.

Características do microgerador FV 2
• 8 módulos policristalino de 245 Wp
• Potência total: 1,96 kWp
• Superfície da instalação: 13,2 m2
• Geração anual estimada: 2.270 kWh

crédito: Alsol

Empresa de MG recebe Selo Solar

A Alsol Energias Renováveis (foto) complementa o time das edificações mineiras que conquistaram o Selo Solar. A empresa com sede em Uberlândia (MG) recebeu a certificação do Instituto Ideal em setembro, por utilizar pelo menos 50% do seu consumo de eletricidade vindo de fonte solar.

Desde janeiro deste ano, o local conta com a energia gerada por um sistema fotovoltaico de 2,115 kWp de potência instalada. Por mês, são produzidos, em média, 265 kWh.

O diretor técnico-operacional da Alsol, Gustavo Malagoti Buiatti, só vê benefícios com a utilização do sistema. “O retorno de investimento é garantido e estamos contribuindo com o meio ambiente ao evitar emissão de CO2 em um momento que tantas termelétricas estão em operação”, comenta ele.

Ele complementa que a eletricidade solar também é uma forma de auxiliar e diversificar a matriz energética, ajudando a preservar os níveis dos reservatórios.

Segundo Buiatti, o equipamento tem auxiliado, inclusive, na propaganda da empresa, do ramo de energias renováveis. “As pessoas comentam sobre o sistema, que é visível, e vêm nos pedir para conhecer mais sobre a tecnologia e como ela funciona”, relata.

O diretor técnico-operacional da Alsol comemora o recebimento do Selo Solar e espera que a certificação seja um incentivo a mais para que se multipliquem as instalações fotovoltaicas.

O Selo é uma iniciativa do Instituto Ideal e da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), com o apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH e do Banco Alemão de Desenvolvimento (KfW).

Mais sobre o Selo Solar

O Selo Solar foi criado em 2012, como um reconhecimento para instituições públicas e privadas e proprietários de edificações que consomem um valor mínimo anual de eletricidade solar.

:::: Saiba mais sobre o Selo Solar