Posts

Grupo Fotovoltaica/UFSC lança primeiro ônibus elétrico do Brasil

O Centro de Pesquisa e Capacitação em Energia Solar Fotovoltaica da Universidade Federal de Santa Catarina (Grupo Fotovoltaica/UFSC), com o financiamento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e apoio das empresas Marcopolo, Eletra, Mercedes-Benz e Weg, lançaram dia 19 de dezembro, em cerimônia no Sapiens Parque, em Florianópolis, o primeiro ônibus elétrico do Brasil.

O coordenador do projeto e diretor do IDEAL, professor Ricardo Rüther, destacou a ideia de deslocamento produtivo aplicada no desenvolvimento do veículo. “É um conceito inovador que vai melhorar a qualidade de vida das pessoas, pois o tempo que estavam ‘desperdiçando’ no deslocamento, agora podem usar para trabalhar.” O ônibus que não consome combustível, é silencioso, não emite poluentes e ainda é equipado com tomadas, rede Wifi e duas mesas de reunião. Em funcionamento efetivamente a partir de março, o ônibus realizará quatro viagens diárias, gratuitas, de segunda a sexta-feira, entre o Centro de Eventos da UFSC e o Sapiens Parque, na Cachoeira do Bom Jesus, norte da ilha de Florianópolis, onde está localizado o Laboratório.

No ato de lançamento, Rüther explicou que toda a energia para abastecer o ônibus vem da geração solar do Grupo Fotovoltaica. Destacou também a importância das parcerias, lembrando que o Instituto IDEAL é fundamental na divulgação e disseminação dos conhecimentos em energias alternativas, sobretudo em fotovoltaica. O coordenador-geral da Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do MCTIC, Jorge Maio Campagnolo, afirmou que o Ministério está sempre disponível para apoio a bons projetos, como o ônibus elétrico. A diretora financeira executiva da Itaipu Binacional, Margaret Groff, também presente ao lançamento, lembrou da atenção da empresa à logística da mobilidade e reiterou: “somos uma empresa de parceiros”. Na oportunidade, Margaret e o reitor da UFSC, Luiz Carlos Cancellier, também assinaram o termo de cessão de uso à Universidade, por cinco anos, de um veículo elétrico mob-i.