Posts

paloma_medeiros_satrix

Ideal envia contribuição à RN da ANEEL sobre sistema de compensação de energia

O Instituto Ideal encaminhou uma contribuição à audiência pública 26 de 2015, da Agencia Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), que revisa a RN 482/12 (Sistema de Compensação de Energia). Entre os principais pontos sugeridos pelo Ideal, estão: a alteração na forma como são calculados atualmente os créditos para o sistema de compensação de energia, e a redefinição das informações que devem constar na conta de luz do consumidor que possui um micro ou minigerador instalado. Todas as contribuições estão disponíveis aqui.

A criação de um sistema online de solicitações de conexão à rede foi outra contribuição do Ideal para a revisão da RN 482/2012. Também foi destacada a necessidade de realização de treinamentos com os funcionários das concessionárias de energia, a fim de garantir um atendimento eficiente ao consumidor que já tenha, ou esteja interessado em instalar um sistema FV em sua residência.
As sugestões foram fundamentadas nos dados preliminares do estudo “O Mercado Brasileiro de Geração Distribuída Fotovoltaica em 2014” – previsto para ser publicado no final de agosto – e em uma pesquisa de Mestrado com consumidores dos projetos 50 Telhados e Fundo Solar, apoiada pelo Ideal.

Com a revisão, a ANEEL espera tornar o processo de conexão dos micro e minigeradores distribuídos mais simples e rápido, além de aumentar o público alvo. Ao todo, a Agência recebeu 101 contribuições de diferentes entidades brasileiras, empresas e pessoas físicas.

Olade e Ideal visitam Megawatt Solar

O secretário-executivo da Organização Latino-Americana de Energia- Olade, Fernando Ferreira (terno preto), esteve em Florianópolis na sexta-feira (4 de julho) a convite do Instituto Ideal, para conhecer o projeto Eletrosul Megawatt Solar.

Na ocasião, o presidente do Ideal, Mauro Passos, se comprometeu com a Olade a oferecer um estudo completo para a solarização da sede da organização em Quito, no Equador.

Na foto, tirada por Hermínio Nunes (Eletrosul), também estão os diretores da Eletrosul  Paulo Afonso Vieira e Antonio Vittori, e o responsável técnico pelo projeto, o engenheiro Luis Felipe Possati, que acompanharam a visita.

 

Solenidade de inauguração do Megawatt Solar

A maior usina solar integrada a um edifício público da América Latina, em Florianópolis-SC, foi inaugurada no dia 27 de junho (sexta-feira). Na cerimônia dedicada ao Projeto Megawatt Solar (Foto: Sonia Vill) compareceram especialistas do setor energético e autoridades do Brasil e da Alemanha.

O Megawatt Solar, desenvolvido pela Eletrosul, com o apoio técnico da UFSC e do Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina (Ideal), tem a potência instalada de 1 megawatt-pico (MWp). Com isso, a usina produz energia suficiente para o consumo de mais de 1,8 mil pessoas, ou o equivalente ao abastecimento de 540 residências.

Durante a solenidade de sexta-feira, o presidente do Ideal, Mauro Passos, lembrou como a ideia da usina surgiu, inspirada em instalações fotovoltaicas da Alemanha.

“Foram muitos debates até que o projeto se tornasse realidade. É mais uma prova de que os sonhos, não envelhecem, eles se mantêm vivos até se concretizarem”, expôs Mauro.

O Instituto Ideal contribuiu para a estratégia de comercialização da energia que será gerada na usina e ajudou no processo de viabilização da usina. O Megawatt Solar foi financiado pelo banco de fomento alemão KfW, em um investimento total de R$ 9,5 milhões, além de receber apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH.

O gerente de projetos principal do setor financeiro e energia do KfW na América Latina e Caribe, Karim Ould Chih, ressaltou que a energia solar fotovoltaica era muito cara quando começaram as tratativas para o Megawatt Solar, há cerca de cinco anos. “Mas acreditávamos no potencial do Brasil. Somos todos pioneiros”, afirmou.

No evento, também compareceram a primeira conselheira da Cooperação para o Desenvolvimento Sustentável da Embaixada da Alemanha, Kordula Mehlhart, o presidente da Eletrosul, Eurides Mescolotto, o diretor de engenharia da Eletrosul, Ronaldo Custódio, entre outras autoridades.

A energia gerada pelo Megawatt Solar será escoada para a rede elétrica local e comercializada a consumidores livres – como grandes empresas e shoppings – por meio de leilões.

Ideal tem certificação para quem adota eletricidade solar

Empresas, instituições públicas e privadas e proprietários de edificações que consumirem um valor mínimo anual de eletricidade solar (que varia conforme a quantidade total de energia consumida), ou que tenham pelo menos 50% de seu consumo elétrico vindo de fonte solar podem solicitar o Selo Solar.

A certificação do Instituto Ideal, criada em 2012, é um reconhecimento para quem adota essa fonte renovável. Saiba mais sobre o Selo.

Show gratuito em comemoração à inauguração

Para marcar a inauguração da usina, haverá uma apresentação artística, produzida pela companhia italiana Studio Festi, que envolve dança, acrobacias aéreas e projeções de imagens sobre um telão d´água. Para conferir o show que começa às 18h, no dia 30 (segunda-feira), basta comparecer à sede da Eletrosul em Florianópolis. A intenção é estimular a reflexão sobre a importância das alternativas sustentáveis também no setor energético.

Espetáculo “Dedicar Energia à Energia” – (gratuito)
Data: segunda-feira (30/06)
Horário: 18 horas
Duração: 45 minutos
Local: área externa da sede da Eletrosul (Rua Deputado Antonio Edu Vieira, 999 – Pantanal)

Outras informações
Instituto Ideal
Assessora de Comunicação: Gabrielle Bittelbrun – (48) 32341757 |gabrielle@institutoideal.org
Eletrosul
Ass. de Imprensa: Andrea Lombardo: (48) 3231-7269 | (11) 7707-6027 | andrea.lombardo@eletrosul.gov.br
Coordenador: Jonatas Andrade: (48) 3231-7917 | (11) 7705-1657 | jonatas.silva@eletrosul.gov.br
Gerente: Sandra Peres: (48) 3231-7934 | (48) 9983-1831| speres@eletrosul.gov.br

Greenpeace Brasil se reúne com integrantes do Ideal

Uma equipe do Greenpeace Brasil visitou a sede do Ideal em Florianópolis-SC, nesta sexta-feira, para saber mais dos projetos do Instituto.  Ricardo Baitelo e Cristine Rosa, da Campanha Clima & Energia do Greenpeace Brasil, conferiram o Guia de Microgeradores Fotovoltaico e obtiveram mais informações também sobre o Fundo Solar, entre outras ações do Ideal. A intenção é trocar informações para a viabilização de projetos, tanto do Greenpeace como do Ideal, na área de energias renováveis.

Durante a visita, a equipe de São Paulo também pode conferir o projeto Megawatt Solar da Eletrosul, também em Florianópolis.

Projeto Megawatt Solar

As obras do Megawatt Solar devem ser concluídas ainda no primeiro semestre de 2014. O projeto tem o financiamento do banco de fomento alemão KfW com fundo do Ministério alemão BMU, e da Eletrobras, e conta com apoio da Agência Alemã de Cooperação Internacional GIZ, da Universidade Federal de Santa Catarina e do Instituto Ideal.

Com o projeto, o prédio sede da Eletrosul será o primeiro edifício público brasileiro a utilizar fotovoltaica conectada à rede elétrica em larga escala. Outras empresas estão procurando o Ideal para instalarem sistemas semelhantes.

Outras informações sobre o projeto Megawatt Solar da Eletrosul no site do América do Sol.

Saiba mais sobre os projetos do Greenpeace Brasil.

Ideal e KfW visitam projeto Megawatt Solar

Equipes do Instituto Ideal e do banco alemão KfW fizeram uma visita às obras do Projeto Megawatt Solar da Eletrosul, em Florianópolis-SC, nesta quarta-feira. Técnicos da Eletrosul explicaram tudo o que já foi feito e quais serão as próximas etapas.

O Megawatt Solar prevê a implantação de um sistema solar fotovoltaico integrado ao edifício sede da Eletrosul, utilizando-se a área do telhado e dos estacionamentos. O sistema será conectado á rede distribuidora de energia elétrica local. A usina solar terá capacidade instalada de aproximadamente 1MWp.

As obras do Megawatt Solar devem ser concluídas ainda no primeiro semestre de 2014. O projeto tem o financiamento do banco de fomento alemão KfW com fundo do Ministério alemão BMU, e da Eletrobras, e conta com apoio da Agência Alemã de Cooperação Internacional GIZ, da Universidade Federal de Santa Catarina e do Instituto Ideal.

Com o projeto, o prédio sede da Eletrosul será o primeiro edifício público brasileiro a utilizar fotovoltaica conectada à rede elétrica em larga escala. Outras empresas estão procurando o Ideal para instalarem sistemas semelhantes.

Outras informações sobre o projeto Megawatt Solar da Eletrosul no site do América do Sol.

(Foto: Hermínio Nunes/ Eletrosul, Divulgação)