Fotovoltaica-UFSC lança projeto de financiamento coletivo para o ônibus elétrico alimentado por energia solar

O Centro de Pesquisa e Capacitação em Energia Solar da Universidade Federal de Santa Catarina (Fotovoltaica-UFSC), que trabalha em parceria com o Instituto IDEAL, lançou uma campanha de financiamento coletivo para o eBus: o ônibus elétrico alimentado por energia solar. A partir de R$ 10, é possível ajudar a manter esta iniciativa. A campanha vai até o dia 10 de outubro. 

Os recursos serão investidos nas despesas com a operação e manutenção do ônibus, como o salário dos motoristas e eventuais gastos com equipamentos e mão de obra. “Mobilidade elétrica é uma das questões importantes da atualidade, ainda mais se estiver relacionada com energia solar, como é o caso do eBus. Pedimos que as pessoas ajudem a manter o desenvolvimento deste projeto”, afirmou o presidente do Instituto IDEAL, Mauro Passos.

O eBus foi inaugurado em dezembro de 2016 e iniciou, em março de 2017, o serviço regular de transporte entre o campus central da UFSC e o Fotovoltaica-UFSC, localizado no Sapiens Parque, no norte da Ilha de Santa Catarina. A energia que alimenta o ônibus é toda produzida nos sistemas fotovoltaicos instalados no laboratório.

O ônibus realiza cinco viagens por dia, percorrendo em torno de 52 quilômetros por itinerário. Ao longo dos dois primeiros anos de serviços regulares e gratuitos para a comunidade UFSC, foram mais de 100 mil quilômetros rodados, o equivalente a duas voltas e meia ao mundo.

O ônibus elétrico é um ambiente de trabalho com poltronas confortáveis (transporta somente passageiros sentados: 38 poltronas), duas mesas de reunião, rede wi-fi, tomadas (220V e USB) e ar-condicionado, possibilitando assim o deslocamento produtivo nas viagens que duram cerca de 30 minutos.

O projeto de desenvolvimento do eBus foi financiado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação e contou com a parceria, por meio de licitação, das empresas WEG, Marcopolo, Eletra e Mercedes, sendo totalmente fabricado no Brasil (apenas as baterias são importadas do Japão pela Mitsubishi Heavy Industries).

O projeto que concretizou o eBus da UFSC acabou em junho. O financiamento coletivo ajudará a dar continuidade aos estudos em torno do eBus e da eletromobilidade associada à geração de energia solar fotovoltaica.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *