Herói da fotovoltaica faria 70 anos em abril

O grande incentivador da energia solar fotovoltaica, Hermann Scheer (à direita da foto), completaria 70 anos nesta terça-feira, dia 29 de abril.

O alemão, que ganhou o prêmio Nobel alternativo em 1999 por seus trabalhos com energias renováveis, dedicou a carreira às fontes de energia limpa e foi, inclusive, um dos idealizadores do Instituto Ideal.

A trajetória profissional de Scheer foi sempre marcada por iniciativas relacionadas às fontes alternativas de energia, em especial à fotovoltaica, como denunciava o apelido de “papa solar”.

Ocupou a presidência da Eurosolar (Associação Europeia de Energias Renováveis), do WCRE (Conselho Mundial de Energias Renováveis), e fundou a Irena (Agência Internacional de Energias Renováveis).

Como deputado na Alemanha, o “herói pelo século verde”, como definiu a revista Time, foi o responsável pela lei que viabilizou o maior programa de incentivo às fontes renováveis no território alemão.

No Brasil, Scheer participou de várias ações no setor energético e incentivou o presidente do Ideal, Mauro Passos, a criar a instituição.

Autor de livros como “Energy Autonomy: The Economic, Social and Technological Case for Renewable Energy” e “The Solar Economy: Renewable Energy for a Sustainable Global Future”, Scheer morreu em 14 de outubro de 2010, aos 66 anos, por problemas no coração.

(Foto: Presidente do Ideal, Mauro Passos (à esquerda), e Hermann Scheer, 2007)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *