Posts

Evento “Conexão de Cooperativas de Geração Distribuída” será realizado dia 7/06 em Florianópolis e terá transmissão pela internet

Promover a troca de experiências é objetivo do evento “Conexão de Cooperativas de Geração Distribuída”, que será realizado no dia 07 de junho, a partir das 9h, no Centro de Pesquisa e Capacitação em Energia Solar da Universidade Federal de Santa Catarina (Fotovoltaica-UFSC), localizado no Sapiens Parque, em Florianópolis (SC). Os interessados podem participar presencialmente ou por meio do Webinar (transmissão pela internet).

Desde 2015, com a Resolução Normativa nº 687/2015 da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), indivíduos podem se unir para gerar sua própria energia por meio de fontes renováveis. “Uma das formas de realizar essa geração de energia em grupo é por meio do cooperativismo, que tem como conceito ‘O que um não consegue sozinho, podemos conseguir juntos’”, explicou Kathlen Schneider, diretora do Instituto IDEAL, pesquisadora do Fotovoltaica-UFSC e uma das organizadoras do evento.

Desde a regulamentação da norma foram criadas oito cooperativas de geração distribuída compartilhada no Brasil, sendo que seis estarão presentes no evento. “Ainda existem muitas dúvidas de como viabilizar este modelo de geração compartilhada. No evento será a primeira vez que representantes dessas iniciativas pioneiras nacionais se reunirão para uma troca de experiências. Será uma grande oportunidade de conhecermos mais sobre esse modelo democrático de geração de energia para que possamos torná-lo cada vez mais e mais uma realidade aqui no Brasil”, afirmou Kathlen Schneider.

O evento é promovido pelo Instituto IDEAL, pelo Centro de Pesquisa e Capacitação em Energia Solar da Universidade Federal de Santa Catarina (Fotovoltaica-UFSC) e pela Confederação Alemã de Cooperativas (DGRV). Conta com o apoio da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH.

PROGRAMAÇÃO
9:00 – Boas-vindas + Cooperativas de Geração Distribuída Compartilhada: O Contexto
Brasileiro (Mauro Passos e Kathlen Schneider – Instituto IDEAL / Fotovoltaica-UFSC)
9:05 – Caminhos e desafios para o cooperativismo de Geração Distribuída (Marco Morato – OCB)
9:10 – O cooperativismo no mundo e na Alemanha – cooperativas de geração de energia como principais atores da transformação energética (Camila Japp – DGRV)
9:15 – Cooperativa Brasileira de Energia Renovável – COOBER (Alan Melo)
9:25 – Cooperativa Sustentável de Energias Renováveis – Cooper Sustentável (Alex Lang)
9:35 – Cooperativa de Consumo de Energia – Enercred (José Otávio Bustamante)
9:45 – Cooperativa de Geração Compartilhada – Compartsol (Alexandre Bueno)
9:55 – Coopercitrus – Cooperativa de Produtores Rurais (Diego Branco)
10:05 – Cooperativa de Geração Compartilhada – Cogecom (Roberto Corrêa)
10:15 – Perguntas e respostas abertas para o público presente e participantes online
10:30 – Encerramento do Webinar

COMO PARTICIPAR

Pela Internet
Acesse o canal do FOTOVOLTAICA-UFSC clicando aqui.

Presencialmente
Faça a inscrição clicando aqui.

IDEAL celebra 10 anos

No último domingo, 12 de fevereiro, o Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina (IDEAL) completou 10 anos de trabalho voltados para a busca de conhecimento, legislação e investimentos na produção de uma energia mais limpa. O presidente e fundador do IDEAL, Mauro Passos, lembra que a ideia de criar um instituto privado, sem fins lucrativos e que promovesse as energias renováveis na América Latina, parecia apenas um sonho, porém, compartilhado por 53 pessoas – os fundadores associados – se tornou realidade, uma realidade de 10 anos de luta.

Muitas das mesmas pessoas que acreditaram neste sonho estiveram ontem, dia 14/02, na Reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), – mesmo local em que foi fundado o IDEAL -, para celebrar os 10 anos desta caminhada com diretores, parceiros, colaboradores e imprensa . “Passada uma década de atividades, nos sentimos ainda mais motivados e capazes de levar aos nossos vizinhos (*países latino-americanos), as experiências exitosas que nos trouxeram até aqui”, destacou Passos. E como trabalhar na disseminação de conhecimentos está no DNA do Instituto IDEAL, o momento de celebração também foi o de lançar a 8ª edição do Seminário Energia + Limpa.

O diretor do IDEAL e coordenador do Grupo Fotovoltaica-UFSC, Ricardo Rüther, destacou a temática da mobilidade elétrica urbana como eixo principal dos debates desta edição, que ocorrerá nos dias 7, 8 e 9 de junho. Rüther, que é o responsável pelo desenvolvimento do primeiro ônibus elétrico movido à energia solar fotovoltaica do país, também informou que o ônibus fará o deslocamento dos participantes ao local da visita técnica, no último dia do Seminário. O reitor da UFSC, Luiz Carlos Cancellier, também compareceu ao evento, dando as boas vindas aos presentes e destacando os novos projetos comuns que a Universidade deseja levar a cabo no âmbito da parceria com o Instituto IDEAL.


Frentes

Hoje as principais frentes de atuação do Instituto são o América do Sol  (o maior programa para disseminação da energia solar fotovoltaica no Brasil que abarca uma série de ações inovadoras como o Selo Solar), o Seminário Energia + Limpa – em 2017, em sua 8ª edição, o evento é uma referência no tema renováveis para todo o país, e o Estudo “O Mercado Brasileiro de Geração Distribuída Fotovoltaica” – em sua 4ª edição, é pioneiro e uma iniciativa em parceria com a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha do Rio de Janeiro (AHK-RJ).


Apoiadores

Desde sua criação, o IDEAL é capaz de realizar seu trabalho focado na disseminação do conhecimento, graças à equipe qualificada que possui, e aos parceiros e apoiadores. Sem eles, nada seria possível tampouco. Neste âmbito, destacamos o apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável por meio da GIZ, da Universidade Federal de Santa Catarina, do Grupo Fotovoltaica UFSC, do WWF-Brasil, Eletrobrás Eletrosul, Celesc, Caixa, da Organização Latino-Americana de Energia (OLADE), do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), do BRDE, da Engie Solar, WEG e da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC), entre outros tantos que tardaríamos em relacionar.

Grupo Fotovoltaica/UFSC lança primeiro ônibus elétrico do Brasil

O Centro de Pesquisa e Capacitação em Energia Solar Fotovoltaica da Universidade Federal de Santa Catarina (Grupo Fotovoltaica/UFSC), com o financiamento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e apoio das empresas Marcopolo, Eletra, Mercedes-Benz e Weg, lançaram dia 19 de dezembro, em cerimônia no Sapiens Parque, em Florianópolis, o primeiro ônibus elétrico do Brasil.

O coordenador do projeto e diretor do IDEAL, professor Ricardo Rüther, destacou a ideia de deslocamento produtivo aplicada no desenvolvimento do veículo. “É um conceito inovador que vai melhorar a qualidade de vida das pessoas, pois o tempo que estavam ‘desperdiçando’ no deslocamento, agora podem usar para trabalhar.” O ônibus que não consome combustível, é silencioso, não emite poluentes e ainda é equipado com tomadas, rede Wifi e duas mesas de reunião. Em funcionamento efetivamente a partir de março, o ônibus realizará quatro viagens diárias, gratuitas, de segunda a sexta-feira, entre o Centro de Eventos da UFSC e o Sapiens Parque, na Cachoeira do Bom Jesus, norte da ilha de Florianópolis, onde está localizado o Laboratório.

No ato de lançamento, Rüther explicou que toda a energia para abastecer o ônibus vem da geração solar do Grupo Fotovoltaica. Destacou também a importância das parcerias, lembrando que o Instituto IDEAL é fundamental na divulgação e disseminação dos conhecimentos em energias alternativas, sobretudo em fotovoltaica. O coordenador-geral da Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do MCTIC, Jorge Maio Campagnolo, afirmou que o Ministério está sempre disponível para apoio a bons projetos, como o ônibus elétrico. A diretora financeira executiva da Itaipu Binacional, Margaret Groff, também presente ao lançamento, lembrou da atenção da empresa à logística da mobilidade e reiterou: “somos uma empresa de parceiros”. Na oportunidade, Margaret e o reitor da UFSC, Luiz Carlos Cancellier, também assinaram o termo de cessão de uso à Universidade, por cinco anos, de um veículo elétrico mob-i.

Grupo Fotovoltaica UFSC apresenta ônibus 100% elétrico

Um ônibus 100% elétrico que fará o transporte de alunos, professores e funcionários da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis/SC, a partir de dezembro deste ano, foi apresentado na última semana (1/9) durante o 12º Salão Latino Americano de Veículos Elétricos, realizado em São Paulo-SP.  Ser emissão zero de poluentes é apenas uma das vantagens, pois o veículo também será recarregado em estação com energia solar. O sistema de tração, que permite o funcionamento, foi desenvolvido pela WEG e representa o primeiro fornecimento para um ônibus elétrico de recarga em rede com microgeração distribuída com painéis fotovoltaicos. Para a integração dos sistemas, a aplicação ocorreu em conjunto com a Marcopolo, fabricante do ônibus, a Eletra, responsável por instalar e integrar o sistema de tração elétrico e as baterias de lítio.

A energia necessária para que o veículo circule será gerada no Centro de Pesquisa e Capacitação em Energia Solar Fotovoltaica (Fotovoltaica/UFSC), localizado no Sapiens Parque, na Cachoeira do Bom Jesus, em Florianópolis. As recargas serão feitas por meio da rede presente no Campus e no parque, percurso que o veículo fará quatro vezes ao dia, totalizando 50 quilômetros entre ida e volta. Com as recargas de conveniência ao final de cada viagem no Sapiens Parque, a autonomia é dimensionada para atender a operação durante todo o dia com emissão zero de poluentes.

Fonte para pesquisas acadêmicas
O consumo e a geração da energia serão monitorados durante a operação do ônibus, servindo como base para pesquisas acadêmicas, explica o diretor do Instituto IDEAL e coordenador do Fotovoltaica/UFSC, professor Ricardo Rüther. “Levantaremos dados sobre o desempenho do motor, consumo de energia, frequência do deslocamento e outros”, comenta. O novo meio de transporte terá função interdisciplinar pois será objeto de estudo para alunos de cursos como Engenharia Elétrica, Civil, Arquitetura, Sistemas de Automação e Ciências da Computação.

Por possuir tecnologia Wi-Fi e um espaço para reuniões, ele permitirá o deslocamento produtivo, reforça o professor: “Poderemos embarcar e já começar a trabalhar, sem perder tempo no trânsito”. Além disso, em casos de congestionamento, enquanto ficar parado, o veículo não consumirá energia. “É confortável, não faz barulho e não emite fumaça”, completa Rüther. Hoje, quem precisa se deslocar até o parque utiliza veículos próprios, depende de caronas ou do transporte público, que leva cerca de uma hora e meia para chegar ao local. A estimativa é de que o trajeto seja feito em 30 minutos pelo modelo elétrico.

O objetivo da UFSC com este projeto, de acordo com Rüther, é se tornar referência e replicar a iniciativa em outros centros urbanos, para mostrar a importância do uso de fontes de geração e de consumo de energia limpa. A aquisição do ônibus é financiada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), por meio de uma licitação.

Com informações do Media Center da WEG: http://www.weg.net/br/Media-Center/Noticias/Produtos-e-Solucoes/UFSC-produzira-energia-solar-para-mover-onibus-eletrico